Inventário de máquinas e equipamentos: Veja como fazer para atender a NR-12

O inventário de máquinas e equipamentos é um procedimento que deve ser realizado pelas empresas anualmente, sendo exigido por lei. Por isso, é fundamental saber como realizá-lo dentro dos parâmetros estabelecidos.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos como você pode fazer um inventário de maquinários que atenda a todas as especificações previstas na NR-12. Confira!

Quais são os pontos que devem ser avaliados em um inventário de máquinas e equipamentos?

Antes de realizar um bom inventário de máquinas e equipamentos, você deve entender quais são os itens que devem ser observados nesse laudo.

É importante que todos esses pontos sejam exaustivamente analisados pelos profissionais que realizam o inventário, valendo-se de auditorias anteriores e de outros documentos que versem sobre os maquinários.

Esse laudo deve conter um layout de todo o chão da fábrica, indicando a localização de todos os equipamentos dispostos nele.

Ademais, as máquinas devem estar devidamente identificadas e especificadas, de acordo com seu tipo e capacidade produtiva.

Os sistemas de prevenção de acidentes instalados nas máquinas também devem ser corretamente indicados.

É fundamental, ainda, que sejam realizadas análises preliminares dos riscos envolvendo máquinas. Não podemos esquecer dos planos de ações em casos de acidentes.

Nos tópicos a seguir, descrevemos em detalhes alguns desses pontos. Acompanhe!

Como fazer o layout do inventário de máquinas e equipamentos?

O layout ou planta baixa de um parque industrial descreve a localização de cada equipamento no fluxo de uma determinada cadeia produtiva.

Na NR-12, existem algumas normas que devem ser obedecidas na realização desse procedimento.

Entre elas, podemos mencionar a obrigatoriedade de demarcação de áreas de circulação próximas a máquinas considerando seus tipos e característica e a correta alocação de insumos.

Como fazer a identificação das máquinas e equipamentos em um inventário?

Para que o inventário siga à risca o que é exigido pela NR-12, as máquinas precisam estar devidamente identificadas.

Uma forma assertiva de se fazer essa identificação é utilizando as etiquetas, ou “tags”.

Essas etiquetas funcionam como uma espécie de identidade de cada equipamento, indicando não somente suas características, mas, também, sua localização na planta baixa de uma empresa ou indústria.

Para fazer o tagueamento corretamente, recomendamos que sejam seguidos os parâmetros da norma internacional ISA 5.1.

Como escolher uma empresa ou profissional para realizar o inventário de máquinas?

Não podemos deixar de sublinhar a importância da contratação de uma empresa ou profissional habilitado para a realização de um inventário de máquinas.

De fato, os responsáveis diretos pelo desenvolvimento desse laudo devem expedir uma ART devidamente assinada.

Para isso, devem ser devidamente qualificados. No caso dos profissionais, recomenda-se a escolha de engenheiros mecânicos com especialização em segurança do trabalho.

Já as empresas que oferecem esse serviço devem necessariamente ter um registro no CREA de sua região.

Faça um inventário de máquinas e equipamentos cumprindo a NR-12 e proteja seus colaboradores

Para finalizar este artigo do nosso blog, podemos concluir que a realização de um laudo completo e de acordo com a NR-12 é importante tanto para não ter problemas com a fiscalização, quanto para manter o chão de fábrica mais seguro para os colaboradores.

Por isso, não deixe de investir em um inventário de máquinas e equipamentos completo. Com certeza, esse é um investimento que pode livrar sua empresa de enormes prejuízos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *